Arquivos do Blog

PORTALFORRO.NET – Rede Record expõe o drama de Alberto River, ex-Mastruz com Leite, e comove forrozeiros de todo país. Assista!


O programa Domingo Show de ontem comoveu o Brasil com uma reportagem tocante à respeito do drama que o ex-vocalista do Mastruz com Leite, Alberto River, vem enfrentando na sua vida pessoal com a doença rara enfrentada pelo filho e as dificuldades financeiras para realizar o tratamento de saúde do menino Adriel, seu filho.

Durante uma hora a rede Record exibiu uma matéria dramática que tocou vários forrozeiros, com a participação de artistas famosos como Aviões do Forró, Batista Lima, Simone e Simaria, Frank Aguiar e Sorocaba e que resultou em um leilão de famosos para arrecadar fundos para o tratamento.

Assista ao programa completo abaixo:

 

Anúncios

PORTALFORRO.NET – Evento Forró das Antigas Vip é destaque na mídia cearense 

O Forró das Antigas Vip acontece logo mais na noite de Sábado no centro de Convenções do Ceará e tem Cavalo de Pau gravando DVD, Magníficos, Mastruz com Leite e Limão com Mel. As 3 bandas foram destaque na mídia local ao longo do dia, com a venda de ingressos esgotada a expectativa é de lotação e muito forró de qualidade na noite de Fortaleza.

PORTALFORRO.NET: Cobertura Mastruz com Leite em Recife 14.03.2015

Passava das 3 horas da manhã quando os vocais alinhados, sanfona, back e a metaleira não deixavam dúvida: a banda mãe do forró estava a começar seu primeiro espetáculo do ano na capital pernambucana. Haja coração!
Não era meu primeiro show (já fui tranquilamente a mais de 20) mas a emoção era única. Uma linha de frente pra ninguém botar defeitos estava a postos para contar sua história de 25 anos de sucesso absoluto para as diversas gerações que ali se aglomerava e cantava em um só som os hinos do forró nas vozes de Eryka Meire, Rainer Rylker, Ingrid Sousa, Ana Amélia e João Filho e foi lindo, infelizmente o grande Neto Leite não estava presente por problemas de saúde!

2015-03-15 05.17.47
Clássicos como Meu vaqueiro meu peão, Tatuagem, Sem direção, A praia, Na ponta do pé, Massa de Mandioca, Razões, Noite fria, Saga de um vaqueiro, dentre outras, somaram-se as novidades do repertório como Tô no prejuízo, Dá notícias, a abertura ao som de Teu silêncio e a inédita Adeus. O Mastruz mostra que 25 anos de sucesso é fruto de muito trabalho e compromisso com a qualidade, a produção musical, o repertório sempre sintonizado com a necessidade do forrozeiro sem jamais ser subserviente as pressões e descaracterizações do mercado. É gratificante ver uma lenda viva do nosso forró em tão boa forma, seguindo suas atividades na flor do mamulengo, digo, da sua idade.


O palco está ainda mais bonito. São cinco vozes distintas (a sexta seria o Neto, ausente por problemas já citados), com suas peculiaridades e vocalistas com posturas distintas e que se completam. Engana-se quem pensa que o repertório não é bem dividido e que alguém fica a dever: o jeito elétrico de João Filho, a doçura de Ana Amélia, a simplicidade marcante de Rainer, a elegância vocal de Eryka Meire e a pequena grande Ingrid Sousa. A banda nunca teve balé mas é muito bonito ver os cantores praticamente o tempo todo no palco, fazendo segunda voz quando necessário e os famosos passinhos, os músicos sempre citados e o esforço notório de todos em proporcionar a melhor experiência em termos de forró. Ao final do espetáculo, a gente nem percebe que o tempo passou e o repertório 100% autoral com romantismo, xote e vaquejada, sucessos eternos de hoje e sempre só corroboram a unanimidade da crítica em dizem sem pestanejar que o Mastruz com Leite é a maior do melhor banda de todos os tempos!

Particularmente, foi uma noite emocionante. Tive a oportunidade de conhecer e ver meus ídolos de perto, rever Ana Amélia e João Filho nos palcos depois de tanto tempo, interagir e ficar ao lado de Eryka Meire e apreciar todo o seu talento e humilde. Só quem é fã de uma banda sabe quão valoroso é confirmar todas as boas impressões dos nossos artistas ao vivo, tirar uma foto e trocar algumas palavras. Só levo as tristezas da ausência de Neto Leite e não ter conseguido me aproximar e cumprimentar adequadamente Ingrid e Rainer mas deixo registrado neste texto meu respeito e admiração. Um feliz 25 anos pra essa super banda, estou orgulhoso com o que vi e vivi e que chegue logo o próximo show porque Mastruz é Mastruz!

Assista com exclusividade o novo sucesso ADEUS pela primeira vez ao vivo

Mais fotos….

2015-03-15 04.18.36 2015-03-15 04.34.57

Falando em Forró: Mastruz, arrocha o nó!

 

1604634_663312617045142_247445019_n

Muito se fala do Mastruz com Leite na internet e não é pra menos. A banda tem uma discografia invejável e que desafio todos os grandes nomes atuais chegarem perto de tudo que a SomZoom produziu em torno do nome do Mastruz em todas as formações da banda. Ouvir os mais de 46 cds do grupo é uma viagem sem volta ás paixões, sejam do nordeste ou os casos de amor, é curtir o que há de melhor ao som da sanfona e nos braços de uma invenção chamada forró moderno.
O momento atual é controverso. Se por um lado, fãs mais antigos (como é o caso desse que vos fala) entendem que tudo tem um fim e que as formações antigas ficaram imortalizadas e a banda precisa continuar, por outro, muitos (como eu também) reclamam da formação atual por várias razões que talvez só uma conversa enorme com produtores e proprietário pudesse resolver algo mas vamos ser práticos…
Decidi listar algumas razões e sugestões que podem ajudar o MCL a ir bem longe na conjuntura atual:

1 – Investir em um CD Promocional

Simplesmente (mas não só simplesmente), se querem firmar os novos nomes e não ficar naquela de ”Mastruz é Mastruz e o povo vai amar eternamente e pode ser do mesmo jeito”, é imprescindível ouvir e entender que os vocais atuais tem personalidade e sua própria cara (eu acho que realmente tem). Entendo que o MCL precisa dizer pro público que são bons e um ”olha só, temos novas vocalistas e cantamos muito bem’)
Eryka (já experiente e talentosa porém ainda nova no mercado) e Ingrid (nova em todos os aspectos e bem intencionada mas que é refém dessa coisa de ”Kátia Cilene começou tão nova”, gente, Kátia e Ingrid tem que ter histórias diferentes) ambas – Eryka e Ingrid – são donas de um responsabilidade atípica: agradar os ouvidos de um público fiel e que se acostumarou com as canções imortais na voz de dois mitos extremamente respeitados por todos no meio forrozeiro: Kátia Cilene e Bete Nascimento. É difícil e injusto desvincular o nome delas de hits como Razões, Meu vaqueiro meu peão ou A praia mas as meninas fazem como podem e, claro, sempre dá pra mexer aqui ou ali pra deixar mais a cara delas. As meninas não podem se acostumar com os gritos do públicoquando puxam um hino e ficar sem se esforçar no palco enquanto rola a música, afinal é (ou deveria ser) o tradicional tentando ser sempre atual.
O repertório do Mastruz é lindo mas não podemos chegar aos 30 anos de banda com os shows idênticos. Ainda que haja hinos, por que não colocar músicas da própria banda que não são cantadas há um tempo e deixar todo mundo mais a vontade no palco com espaço pra demonstrar a própria arte de forma diferente?
Neto e Rayner sofrem menos com o estranhamento do público, inclusive por terem muito de tempo de banda, mas também precisam cantar coisas diferentes e com mais empolgação. Saga de um vaqueiro e Milonga são momentos marcantes do show, assim como o pout-pourri de Amado Batista mas por que não cantar hits da vaquejada ou presentes nos dois últimos álbums de estúdio? Aboio pra Ninar Morena, Só o mie e Tum tum terê fazem falta no repertório e não são as únicas

2 – Trabalhar DE FATO os CDs inéditos

A tradição é admirada e vende bastante comercialmente mas se a banda quer se manter viva no mercado tem que lançar coisa nova SÓ QUE ”’lançar”’ no mercado atual não é, e nunca foi, engavetar os projetos. O vol 46, Na contramão pela preferencial, tem lindas canções como Pessoas, Refém dessa paixão, Papo Reto e tantas outras que até tocam na rádio Expresso SomZoom Sat mas que ficam de fora de tantos shows. Daí a gente se pergunta: pra que tanto medo de arriscar nessas canções? O projeto Forró das Antigas, palco de muitos shows do Mastruz, não vai enfraquecer por isso! Isso cativa novos fãs e os antigos se animam em ver movimento na banda, a linguaguem jovem que fala de ”face”, ”msn” e outras coisas não é por acaso e, se não for medo, nada explica o que uma música do Amado Batista atrai mais que uma do próprio grupo Mastruz com Leite!

3 – Gravação e um novo DVD

Na sociedade de consumo, no capitalismo e no forró imagem a cada dia mais é tudo. Faz falta vídeos novos da banda, uma edição comemorativa com participações especiais ou qualquer coisa nova e OFICIAL que não seja somente o vol.1 e 2 em DVD. Acredito que se for pra gravar clipe em estúdio ficaria bem bonito chamar uma platéia de forrozeiros e gravar na frente do público pequeno,num estúdio, um novo DVD, algo intimista ou coisa parecida.Nada justifica a falta de investimento nessa área pra uma banda tão grande e tradicional

4 – Voltar a apostar na mídia televisiva

A banda precisa aparecer para o público. Aos nossos olhos, fica claro que ser o Mastruz é muito confortável pois todos conhecem e gostam mas não deixa de ser frustrante ver a banda aparecendo menos que outras bem piores que pagam pra ir nos mais variados programas e tem o retorno que precisa. Já dizia minha vó ”Quem não aparece não é visto” e o clichê é totalmente certo mas depende muito do que eles querem da banda: plantar novos frutos ou espremer o fruto até onde ele puder dar suco

5 – Trabalhar com outros parceiros no forró

É lindo ver a banda ao lado da Limão com Mel e Magnificos mas faz falta a banda ao lado de outras da sua época ou do momento. Qual o problema em fechar parceria com Moleca 100 Vergonha, Bonde do Brasil,Brasas, Garota , Toca do Vale, Eliane etc e não somente com as que dividem o mesmo projeto? O forró é das antigas mas não é parado no tempo. As irmãs mais novas, Magníficos e Limão com Mel, nos provam a cada ano que sabem muito bem disso. Mudar isso atrairia novos públicos facilmente e, para abrir os ouvidos dos empresários, SIM, TRARIA MAIS DINHEIRO para os eventos.

Bem, falar do que a gente gosta e ouviu a vinda inteira não só com elogios e sim com críticas é trabalho árduo e difícil pra um fã (e não fanático/lunático). Confesso que conheço um pouco o jeito de trabalhar as bandas da SomZoom (acho meio frustrante) e sei que se não o total, a maioria das críticas e sugestões daqui jamais serão acatadas. Eu me contento com a discografia impecável que tenho comigo mas como NÃO FUI e sim AINDA SOU FORROZEIRO, quero ver a banda pra frente e, se não dar pra ser a TOP do forró eternamente, dá pra fazer um presente diferente e com mais dignidade.

Arrocha o nó!

PORTAL FORRO ROMANTICO 2014 VOL.1 – www.forro.wordpress.com

O forró atual gera tantas controvérsias mas a verdade é que existe muita música e banda boa sendo lançada atualmente. Pensando nisso, fizemos uma coletânea com O melhor do forró romântico 2014 (até agora) pros forrozeiros em geral. Apreciem sem moderação, o repertório foi escolhido com muito cuidado e tem muita música de qualidade. Há bandas como Mastruz com Leite, Limão com Mel, Calcinha Preta, Noda de Caju, Mala 100 Alça, Desejo de Menina, Mel com Terra, Anjo Azul, Batista Lima, Cavalo de Pau, Mara Pavanelly, Tty Girl, Monique Pessoa, Furacão do Forró entre outras. O CD não tem fins lucrativos, foi feito com sugestões de muitos forrozeiros do CF e espero que gostem!

LINKhttp://www.suamusica.com.br/#!/ShowDetalhes.php?id=436303&portal-forro-romantico-vol.1-www.forro.wordpress.com.html

office_romance_420-420x0

CLIPE: Mastruz com Leite – Saga de um Vaqueiro

Sucesso imortal do nosso forró na voz de Neto originalmente no Catuaba com Amendoin e agora na versão em vídeo com o Mastruz!

 

 

10 FATOS FORROZEIROS QUE MARCARAM O ANO DE 2013

By Isaias Menezes
Não há dúvidas: 2013 vai deixar saudades e muitas histórias a serem contadas no futuro. E para nós, forrozeiros da atualidade e das antigas, foi um ano repleto de novidades e acontecimentos que marcaram positivamente e negativamente o cenário da música popular nordestina.
Vamos rever agora os 10 fatos que repercutiram na mídia forrozeira e movimentaram o mercado neste ano.
1. Saídas inesperadas
Quem não ficou surpreso com a saída de Samyra Show da banda Forró dos Plays? O mesmo aconteceu com Aline Ataíde, que deixou a banda Limão com Mel em setembro; Henrique Bahia foi desligado da Cavalo de Pau em agosto; Eliza e Jailson deixaram a Cavaleiros do Forró em fevereiro; Bolinha deixou não só a Forró do Movimento como o forró; Valéria e Ricardinho deixaram a Noda de Cajú em dezembro (apenas para citar as saídas mais divulgadas e comentadas).
2. Contratações inesperadas
Algumas contratações causaram estranheza no público forrozeiro, como por exemplo, a escolha por Natália Calasans (a Coelhinha) para assumir os vocais do Forró do Muído ou a chegada do cantorNego Rico no Forró do Movimento, bem como a ida de Monique Pessoa para a Canários do Reino.
3. Regressos
Idas e vindas. Simone Pessoa voltou para a Ferro na Boneca;LucinhaMário Augusto e Rômulo na Mel com Terra; ElizângelaBandeira e Daniela Campello retornaram ao forró com o projeto As Styllozas; Tetê Pessoa voltou para a Circuito Musical; Klébia Nascimento lançou sua carreira solo em novembro; Juliety Moreno na Banda Líbanos; Remy Ruan voltou para a banda Fascínio.
4. Forró das Antigas
O forró das antigas esteve em evidência em 2013. Além das bandas tradicionais, foi crescente o número de novos grupos que surgiram com a proposta de resgatar a essência do forró originado nos anos 90. Os sucessos do passado, as novas músicas com letras e ritmo típicos do nordeste. Viu-se que é grande a parcela do público que curte aquele forró pra se dançar à dois.
5. A busca pela liderança
Aviões do Forró ou Garota Safada? Qual a banda mais se destacou comercialmente em 2013? Ambas estão na lista de grupos que mais realizam show’s e faturam com publicidade dentro e fora de terras nordestinas. E em 2014 tudo indica que essa disputa pela liderança no mercado forrozeiro ficará ainda mais acirrada, pois muitas bandas já iniciam os investimentos na busca por mais evidência e conquistas no próximo ano.
6. Bandas “dão um tempo”
Algumas bandas retornaram suas atividades, porém, após alguns meses, anunciaram o fim temporário de suas atuações, tais como as bandas Cebola Ralada. Outros grupos que deram um tempo e ainda não anunciaram retorno, entre eles o Forró Di Taipa e o Forró da Galega.
7. Mastruz com Leite de cara nova
Com mais de 20 anos de trajetória, a banda percursora do forró moderno passou por algumas reformulações em 2013, a começar pela dupla de vocalistas femininas. Érika Meyre e Ingrid Sousa, duas jovens cantoras, obtiveram o aval de Emanuel Gurgel e ingressaram na Mastruz com Leite assumindo toda a responsabilidade de cantar em um grupo que se tornou fundamental na história da música popular brasileira. A juventude e a experiência se fizeram presentes na Mastruz neste ano.
8. O forró na Rede Globo
Nunca se viu tantas bandas de forró na TV aberta como no ano de 2013, principalmente quando falamos da emissora mais assistida do país: A Rede Globo de Televisão. Os destaques foram os programas de auditório, tais como o Encontro com Fátima Bernardes, o Caldeirão do Hulk e o Domingão do Faustão. Por lá, passaram grupos de vários estados do nordeste, entre eles, Mastruz com Leite, Magníficos, Aviões do Forró, Desejo de Menina, Calcinha Preta, Garota Safada e Solteirões do Forró, além de Lucy Alves, que brilhou no programa The Voice Brasil representando a Paraíba e todo o nordeste.
9. Bandas em busca de outra identidade
Vimos que muitas bandas modificaram suas atuações no mercado neste ano. É o caso da Cavaleiros do Forró, que deixou o estilo “vaquejada” de lado e passou a investir no forró eletrônico. Outra que modificou bastante foi o Forró do Muído, que trocou o xote por um forró seguimentado na tendências da atualidade.
10. Promessas para 2014
Falta apenas um dia para a chegada de 2014, porém, as promessas forrozeiras já começam a surgir. Uma nova banda de forró das antigas surgirá no próximo ano: O forró Mastruz com Mel, que será composto por ex-integrantes da Mastruz com Leite. Outra novidade será a volta de Márcia Fellipe para a banda Garota Safada, que ainda não se pronunciou a respeito, porém, é dada como certa sua volta ao grupo cearense onde seu marido, Rod Bala, é baterista. E a grande promessa para 2014: O retorno de Paulinha Abelha e Marlus Vianna a banda Calcinha Preta, sendo este o assunto mais comentado nos últimos dias nas redes sociais.
E assim foi 2013. Muita coisa aconteceu e esperamos que sempre apareçam novidades e novos investimentos no forró, o ritmo que nos representa e traz em suas origens um pedaço de nossas vidas em sons, ritmos e letras carregadas de verdade e sentimento.
fonte: link

EP Nº 1 – Mastruz com Leite – Românticas

A seção EP do nosso blog trará sempre que possível pequenos pacotes com músicas novas, antigas, uma só banda ou várias, lançamentos ou clássicos em  arquivos que podem ser baixados e ouvidos.

Não poderíamos começar de outra forma e hoje temos 6 canções românticas do Mastruz com Leite. A relação tem músicas pra quem tá amando, sofrendo por amor  ou simplesmente quer recordar esses grandes hits! Confira:

Destino

Razões

Por que brigamos

Um tempo pra nós dois

Despedida

Cara Metade

LINK: EP – Mastruz com Leite – www.forro.wordpress.com.rar

Mastruz com Leite

Data : 14/06//2009

Local : Largato-SE

Repertório :O melhor do Mastruz e toda a animação da banda no período junino

Link:

http://www.4shared.com/file/113282552/7cdfdb93/_3__Mastruz_Com_Leite_-_Casamento_Caipira_Do_Brejo__-_Lagarto-SE_-_14-06-2009-___MaIcOn_GraVaCoEs___–__GuStAvO_gRaVaCoEs__-.html


Créditos :Maicon e Gustavo Gravações

Mastruz com Leite

Data : 17/05/2009

Local : Largato-SE

Link:

http://www.mediafire.com/download.php?ydnjygdfo2j

Créditos : Leozinho

%d blogueiros gostam disto: