PORTALFORRO.NET – Coluna LEMBRANÇAS DO FORRÓ apresenta: a história de Angela Espíndola e Iara Pamela

Hoje o Luis Painho e sua Coluna Lembrança do Forró traz uma bela história de duas vozes lindas,doce e marcante do nosso forró de qualidade, nosso forró contemporâneo. Venho falar da história de sucesso das brilhantes cantoras: Ângela Espindola e Iara Pâmela.

Nascida em 07 de Agosto de 1975 na cidade de Intubiara-Go, mãe de 4 lindos filhos: Agnes,Bianca,Emanuel e Igor, Ângela Espindola tem relação com a música desde pequena pois conviveu com irmãos músicos e irmãs cantoras . Ela nunca quis ser cantora, pois era muito tímida, mas seu cunhado Edmilson Dantas um dia a levou pra fazer um teste na “banda Shock ” de Ouricuri (PE) na qual Angela ficou e passou 11 meses, indo em seguida foi para a “banda Talismã”.  Ângela tinha 17 anos e entrou na Limão com Mel no ano de 1993 onde passou grandes momentos e marcou uma trajetória de sucesso de 14 anos, emplacando grandes canções com sua linda voz, entre elas as inesquecíveis: Anjo Querubim, Desejos e loucuras, Meu Neguinho, Pertinho de Você, Janeiro a Janeiro, Toda sua, Veneno, entre outras brilhantes que vieram em seguida.

Ângela esteve na Limão Com Mel até o ano de 2007. Em Seguida, recebeu outro grande convite pra fazer parte da Família Gatinha Manhosa onde permaneceu durante 5 ano e 9 meses. Outra Banda que marcou com a sua passagem foi Meu Xodó de Pernambuco onde dividia voz com seu sobrinho Douglas Espindola. Um dos momentos mais marcantes em sua trajetória musical foi a gravação do primeiro DVD da Limão em Recife (PE) e  o DVD “Limão in Concert”. O momento engraçado, foi em São Paulo (SP) no “Olympia” , quando gravou a música “Game Over” e a mesma estava tremendo, por causa do medo de altura. Atualmente segue com sua brilhante carreira solo e iluminando os palco forrozeiros.

Iara Pâmela, natural da Cidade de Arcoverde Pernambuco, nascida em 02 de Março de 1975 e casada com baterista Bueno Moura da cidade de Caruaru, é  mãe de 5 filhos: Felipe, Aleanderson, Daniel, Emanuel e Emanuele. Tem uma estrada brilhante de sucesso, além de ser uma grande mãe, esposa e vovó. Dona de uma voz marcante e inesquecível, tem grandes canções marcadas na sua voz. É impossível ouvir: Meu Vicio, Lindos momentos, Sol de verão, Alguém que espero, Eu me enganei e não pensar no Forró Noda de Caju e a bela interpretação da Iara. Além da Noda de Caju, a cantora passou pelas bandas: Moleca 1o0 Vergonha, Banda Mega Byte, Banda Tropical, Forró Sabor de Mulher, Forró Lábios de Mel, Banda Onda do Calypso, Banda Adrenalina, Forró da Batidinha, Orquestra Super Oaha, Banda Nega Maluka e participou do Projeto Forró Como Antigamente onde dividia vozes com a Daniella Campelo e Luciene Melo do qual saiu em pouco tempo e chegou a dividir a voz com Ângela Espíndola no mesmo projeto. Hoje Iara segue carreira solo com seu projeto solo a doce voz que soa como uma noda marcada no coração dos forrozeiros que apreciam a boa música popular nordestina de qualidade.

Ângela e Iara nunca serão esquecidas e sempre serão lembradas por aqueles que curtem e ouvem a boa música forrozeira de qualidade, segue uma singela homenagem áquelas que nunca deixaram de brilhar nas ondas das canções do verdadeiro forró contemporâneo. Com Carinho, Luis Painho

 

 

Anúncios

Publicado em 5 de junho de 2017, em angela espindola, coluna lembranças do forró, iara pamela. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: